Alma de Comerciante! Você tem? 7 qualidades para o sucesso do varejo

Apoio ao Comércio

O varejo é democrático! Não há restrições para que alguém se candidate a fazer carreira no varejo. Há espaço para todos! É o setor privado que mais gera empregos… é a porta de entrada no mercado de trabalho para milhões de pessoas. O varejo é feito por pessoas, para pessoas, com pessoas… O varejo é P2P – People to People (Pessoa para Pessoa). Sempre foi e sempre será assim!

O varejo moderno diz que, agora, a condição para ter sucesso é saber estabelecer “conexão emocional” com o cliente! Para ganhar market share (espaço no mercado) é preciso ter heart share (espaço no coração) dos clientes. Verdade, mas não é novidade! Os varejistas do passado, quando o varejo ainda era conhecido exclusivamente por Comércio, sempre fizeram o sucesso de suas lojas com um atendimento olho no olho, sorriso no rosto e uma relação de confiança mútua entre cliente e comerciante. Isso mesmo… comerciante!

A alma de comerciante é a chave para se trabalhar no varejo. Essa alma carrega consigo algumas qualidades que garantem excelência no atendimento ao cliente:

  • Amar o que faz;
  • Hospitalidade com os visitantes da loja (clientes);
  • Olhar as pessoas como indivíduos e querer a felicidade deles (buscando realizar os sonhos, desejos e vontades do cliente);
  • Ser multifuncional e “fazer o que for preciso”, sem reclamar, para dar o melhor atendimento (atuar como estoquista, caixa, vendedor, gerente e melhor amigo do cliente);
  • Estar sempre otimista e ter atitude positiva (transmitindo ao cliente essa vibração)
  • Ser verdadeiramente grato aos visitantes da loja por terem entrado (independente se vão comprar ou não)
  • Sorrir para todos os clientes (independente da dor, do cansaço e dos problemas pessoais que existam)

Assim, com essas qualidades na alma, o resultado só pode ser bom desempenho em vendas e, principalmente, maior satisfação do cliente. Temos vários exemplos de empresários do varejo que possuem essa alma, mas vou destacar aqui o Sr. Mário Gazin. Adoro segui-lo nas redes sociais pois sou sempre inspirado por ele, um verdadeiro líder que inspira líderes! Um varejista que demonstra sua alma de comerciante quando fala como devemos fazer o simples, bem feito, e amar nosso trabalho para construirmos uma “vida” de sucesso e feliz. O básico bem feito é a base dessa alma, que infelizmente anda difícil de se encontrar nas lojas.

Como deixamos o varejo moderno perder essa alma de comerciante? Basta dar uma volta nos corredores de um shopping center, ou no comércio de rua de uma pequena cidade do interior, para constatar que o básico mais básico do comércio não está mais presente na alma das pessoas que atendem os clientes das lojas… o sorriso permanente no rosto, com a demonstração sincera de hospitalidade por ter a oportunidade de atender as pessoas em “nossa” loja! Isso está bem raro de se encontrar.

O sucesso dos pequenos comerciantes permitiu que aquela única loja se transformasse em uma rede de muitas lojas. Desafio lançado! Como reproduzir a alma daquele comerciante em cada funcionário que representa a Marca, ou melhor, representa o comerciante – fundador da Marca. Só há um caminho… um processo de formação e manutenção de equipes com alma e comerciante! Árdua missão, mas totalmente possível. Tive oportunidade de conhecer um pouquinho da cultura corporativa e do processo de qualificação de pessoas da Gazin. Está aí a prova de que é possível perpetuar a alma de comerciante em uma empresa gigante. Gigante em seu propósito, gigante em sua operação, gigante em seu sucesso e gigante no foco em cuidar dar pessoas.

Perpetuar a alma de comerciante não é coisa de empresa grande, com recursos financeiros para investir em treinamento. É questão de foco. É determinação estratégica! É propósito de líder com sua equipe, com seu negócio, com sua carreira! Como coloquei no início, não há restrições para que pessoas se candidatem a trabalhar no varejo, mas, com certeza, há limitações para que realizem carreira no varejo. Há pessoas que não nasceram para ser comerciantes!

A maior falha vem das lideranças das empresas que, de maneira permissiva, deixam colaboradores atuarem sem a alma de comerciante em suas equipes. É comum encontrarmos pessoas que conquistaram uma vaga e nunca foram treinadas para desenvolver as competências de um comerciante ou, tampouco, sabem o que precisam desenvolver para ter sucesso em suas carreiras varejistas.

Não adianta colocar a culpa na falta de recursos financeiros para esse desenvolvimento de equipe. É comum, hoje, encontrarmos programas gratuitos de desenvolvimento de competências… para líderes e para colaboradores da base. A Arcos Dourados, que opera a marca McDonald’s no Brasil, abriu inscrição para a 28ª turma do Programa de Desenvolvimento Sustentável Arcos Dourados. As inscrições são gratuitas.

Se você busca solução gratuita para desenvolver sua equipe de loja, a Friedman está oferecendo 10 sessões de treinamento gratuitas durante o Global Retail Show, entre os dias 14 e 18 de setembro. Os treinamentos fazem parte de uma Campanha de Qualificação de pessoas no varejo, batizada de Eu Faço Acontecer! São duas trilhas: “Friedman para Vendedores!” e “Friedman para Gerentes!”. Cada trilha terá 5 treinamentos de 2 horas, com diferentes temas a cada dia. Quer se inscrever? Entre em www.cadastro.zohosites.com . Vale ressaltar que a Campanha Eu Faço Acontecer! tem o objetivo de contribuir para a geração de novos empregos no varejo e redução dos níveis de desemprego no País.

Faça sua vida acontecer! Desenvolva a alma de comerciante em você e em sua equipe!

Luiz Guilherme Baldacci

Guilherme Baldacci é sócio-diretor da Friedman, empresa da Gouvêa especializada em Gente, Gestão, Talentos e Treinamento. Baldacci possui mais de 25 anos de carreira focada no varejo e ampla vivência em gestão de operações em empresas de franchising e consultoria.

Fonte: Mercado e Consumo

 

Notícias Recentes

Quase 80% do comércio de BH não vai contratar para o fim do ano, revela CDL/BH
27/10/2020 -
Redução drástica das vagas temporárias é consequência do longo período de lojas fechadas
Projeto Afeto busca doações para mães do Hospital Sofia Feldman
26/10/2020 -
Ação capitaneada pela Fundação CDL arrecada itens de enxoval e higiene pessoal

Notícias mais Populares

Vistas
Recomendadas
Compartilhadas

Seja um Associado »

Nossos Produtos

Score Saiba qual a probabilidade do consumidor tornar-se inadimplente nos próximos 3 ou 12 meses.
Jovens Aprendizes o elo entre os jovens em busca da primeira experiência profissional e empresas socialmente responsáveis.
Garantia de Cheques A análise de crédito mais completa do mercado para você vender com segurança

... Carregando...